Cuidados com a mecânica de um caminhão


 

A mecânica de um caminhão, depende de inúmeros fatores para funcionar bem. Manutenção é o primeiro passo. Verificações de rotina também se fazem necessárias, como calibragem dos pneus, suspensão, alinhamento e principalmente a troca de óleo.

 

A troca de óleo, item importante ao fazer a manutenção do caminhão, deve ser feita de acordo com a recomendação do fabricante. Quando o motorista deixa de fazer as trocas necessárias do filtro de ar, filtro de lubrificante diesel, bem como não verifica a temperatura do motor, corre o risco de comprometer o funcionamento do motor e diminuir a sua vida útil. Se o motor trabalha muito quente ou muito frio provoca desgaste prematuro, além do combustível adulterado também é um fator preponderante para o desgaste do motor
 

Deve-se atentar para os principais sinais de desgaste de motor: consumo elevado de óleo, perda da potência, excesso de fumaça e ruídos estranhos. Caso seja necessária retificar o motor, é preciso muita atenção já que os motores estão cada vez mais modernos e complexos. Há retíficas, credenciadas ao Conarem, em todo o Brasil, habilitadas a recuperarem o motor de acordo com as normas da ABNT.Grande parte dos motoristas sabe que o motor é o componente de maior valor agregado do veículo, seja de um automóvel, caminhão, ônibus ou máquina agrícola, o que nem todos têm conhecimento é que alguns cuidados simples ajudam a manter a vida útil do produto.

Quando o motorista faz a manutenção adequadamente, seleciona o combustível e utiliza bom lubrificante e filtros, acaba gerando maior durabilidade ao motor do veículo. A correta manutenção é fundamental também para prolongar a vida útil do motor e trazer economia ao bolso do consumidor caso haja a necessidade de recorrer à retífica.O custo é variável. Mas, retificar o motor é mais econômico do que comprar um remanufaturado ou novo porque, muitas vezes, se consegue aproveitar componentes de maior valor do motor, como comando de válvulas, jogo de bielas, bloco, cabeçote e bomba de óleo.Estima-se que o valor do reparo do motor de um caminhão é da ordem de 20% do preço de um novo.

Levar o veículo em uma retífica especializada e de confiança é preciso para a realização de um bom serviço. Além de contarem com ferramentas adequadas para a reparação do motor, as retíficas associadas ao Conarem seguem a norma da ABNT NBR 13032, que norteia o diagnóstico do profissional. São procedimentos necessários para identificar o que deve ser reparado. Há a retirada do motor do veículo, esgotamento do óleo usado, desmontagem técnica, limpeza química das peças e levantamento de todos os componentes que devem ser reaproveitados, usinados ou substituídos.

Por meio de um processo de desmontagem do motor e limpeza química, o profissional consegue diagnosticar quais são os componentes que podem ser reaproveitados sem interferência de usinagem. Algumas peças terão que ser substituídas obrigatoriamente como pistões, anéis e bronzinas, enquanto molas de válvulas poderão ser reaproveitadas e outras, como: guia, sede de válvula, camisa de cilindro, biela e virabrequim, terão que ser usinadas.

 

Veja também:
O longo processo de restauração de caminhão
Funilaria de caminhões em Ribeirão Preto
Confira apelidos carinhosos que brasileiros deram aos caminhões